Remix Europe

Remix
Europe.

"Nos dias de hoje, com uma Europa em crise, onde o nacionalismo parece um lobo com pele de cordeiro, nós temos que fazer duas coisas ao mesmo tempo para dar um exemplo positivo para o futuro da Europa: redescobrir os valores fundamentais que unem a Europa e combiná-los com uma nova visão da Europa: é o REMIX EUROPE.

Enquanto Capital Europeia da Cultura, pretendemos tomar deliberadamente posição contra as muitas formas de xenofobia, a exclusão cultural e os limites que estão a tornar-se evidentes em cada vez mais partes da Europa e do mundo. Porque acreditamos que o futuro da Europa reside na mistura mais radical das suas culturas e de todas as outras culturas imagináveis.

all we need

O sul do Luxemburgo, no velho coração industrial da Europa, está positivamente predestinado para demonstrar isso. Com mais de 50% de não-luxemburgueses, o sul do Luxemburgo é um laboratório do desenvolvimento europeu, uma zona de constante interação cultural. Temos de localizar as feridas da Europa a fim de conseguir uma compreensão mais profunda de que a nossa situação regional não é algo que aconteceu por si só, mas que, pelo contrário, é devida às condições específicas económicas, políticas e sociais que estão a mudar. A Europa depois de Srebrenica, depois de Sukhumi, depois do Brexit parece muito diferente da Europa de antes; uma Europa que ainda tem países sem estatuto oficial reconhecido, Abecásia, Transnístria, Chipre do Norte, é uma Europa com ""lacunas"". Uma Europa a perguntar em voz alta se é Europa com ou sem a Turquia, com ou sem a Rússia, com ou sem o Reino Unido e que talvez seja mais europeia sem eles. Cada eleição contém em si própria o risco de a própria Europa ser novamente posta em causa sendo este questionamento, ao mesmo tempo, uma oportunidade.

A consciencialização da fragilidade da Europa como uma ideia, um princípio territorial, uma construção política, uma comunidade de valores, um espaço cultural é um ponto de partida essencial de quaisquer considerações programáticas que queiram abordar seriamente a ideia de Europa. E ao mesmo tempo, esse questionamento é um dos pontos fortes da Europa."

La prise de conscience